Close
Metadata

%0 Thesis
%4 sid.inpe.br/mtc-m19/2012/06.19.04.18
%2 sid.inpe.br/mtc-m19/2012/06.19.04.18.04
%A Gemiacki, Lizandro,
%T Características das ondas quase-estacionárias no hemisfério sul e interações com anomalias climáticas
%D 2012
%E Herdies, Dirceu Luis (presidente),
%E Cavalcanti, Iracema Fonseca de Albuquerque (orientadora),
%E Sansigolo, Clóvis Angeli,
%E Müller, Gabriela Viviana,
%E Ambrizzi, Tércio,
%8 2012-02-27
%J Features quasi-stationary waves in the southern hemisphere and interactions with climate anomalies
%I Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%C São José dos Campos
%K ondas quase-estacionárias, anomalias climaticas, interação, amplitudes, variabilidade, quasi-stationary waves, climate anomaly, interactions, amplitudes, variability.
%X Utilizando-se dados de reanálise 2 NCEP-DOE para o período de 1979 a 2006, foram estudadas as características climatológicas, a variabilidade interanual, intrasazonal e mensal das ondas quase-estacionárias no Hemisfério Sul (HS). As análises foram realizadas a partir da decomposição em componentes da série de Fourier, do geopotencial em vários níveis da atmosfera. As ondas quase-estacionárias 1, 2 e 3 em geral apresentaram características semelhantes às apresentadas em estudos anteriores, porém detalhando seus comportamentos mensais com relação à amplitude e estruturas zonal, latitudinal e vertical. Com uma análise mais detalhada das características climatológicas das ondas de 1 a 4, foi observado que as ondas quase-estacionárias 3 e 4 são importantes na caracterização das circulações de verão da América do Sul, representando quase que totalmente o sistema Alta da Bolivia na presença da Zona de Convergência do Atlântico Sul. A onda 4 especialmente apresenta uma configuração muito parecida com a Zona de Convergência do Atlântico Sul, com uma orientação noroeste-sudeste sobre a América do Sul. Outras 3 regiões no HS com características semelhantes foram identificadas nas regiões das outras zonas de convergência do HS: Zona de Convergência do Pacífico Sul, Zona de Convergência do Índico e uma zona de Convergência próxima à Austrália. No estudo da variabilidade, as ondas de 1 a 4 apresentaram grande variabilidade mensal atingindo valores pequenos em alguns meses e valores elevados em outro. A fase das ondas próximo à América do Sul foi analisada e também foi observada grande variabilidade durante os meses e os anos, indicando que em um mesmo mês, é possivel que em um ano atue a fase positiva da onda e em outro a fase negativa. Essa variabilidade pode ter impacto nas anomalias climáticas do HS. Com o fim de analisar os efeitos das diferentes fases das ondas sobre a América do Sul e oceanos adjacentes, foi feita uma seleção de casos com grandes anomalias na amplitude, os quais foram agrupados em compostos. As configurações identificadas nos compostos sugerem que a onda 1 e 2 tem interação com fenômenos de El Niño e La Niña. A onda 3 tem uma relação com anomalias positivas de precipitação sobre o norte e o nordeste do Brasil e anomalias negativas sobre o sul do Brasil no verão e no outono. As ondas 1, 2 e 3 também apresentaram relação com anomalias de temperatura em baixos níveis próximo à região Antártica. A onda 4 mostrou uma relação com as anomalias de precipitação no sul, sudeste e centro-este do Brasil na primavera e no verão. Neste estudo foram apresentadas as características complementares das ondas quase-estacionárias sobre o Hemisfério Sul, com uma análise detalhada da amplitude, estrutura zonal e vertical em todos os meses do ano. Foram destacados os efeitos das ondas 3 e 4 nas circulações de verão da América do Sul, além das interações entre as anomalias nas ondas e as anomalias climáticas. ABSTRACT: The climatological characteristics of quasi-stationary waves in the Southern Hemisphere, as well as their variability and relations with the atmospheric circulation over South America were studied using the NCEP-DOE reanalyses 2, for the period 1976-2006. The analyses were performed through the decomposition of the geopotencial in the Fourier series components. The quasi-stationary waves 1, 2 and 3 presented similar characteristics than those shown in previous studies, however, with details of the monthly behaviour in relation to amplitude and zonal, meridional and vertical structures. The analyses of waves 1 to 4, revealed that waves 3 and 4 are important in characterizing the Summer circulation over South America, representing large part of the Bolivian High and the South Atlantic Convergence Zone (SACZ) systems. The wave 4 displays a pattern very similar to the SACZ, with a NW-SE tilting over South America. The other 3 regions which display similar features are located in the regions of the other convergence zones in the SH: the South Pacific Convergence Zone (SPCZ), the Indian Convergence Zone : ICZ and a convergence zone near Austrália. In the variability analysis, the waves 1 to 4 presented large monthly variability, reaching small amplitudes in some months and great values in others. The phases of the waves were analyzed near South America and a large variability was observed during the months and years. In one year a positive phase can be established during a certain month in that region and in another year, the same month can display a negative phase in the same region. This variability can have impacts on SH climate anomalies. In order to analyze the effect of different phases of waves over South America and adjacent oceans, cases with large amplitude anomalies were selected and analyzed in composites. The patterns identified in the composites suggest that the waves 1 and 2 have interactions with El Nino and La Nina phenomenon. Wave 3 has a relation with positive precipitation anomalies over North and Northeastern Brazil and negative anomalies over southern Brazil, in the summer and autumn. The waves 1, 2 and 3 also presented relations with the low levei temperature near Antarctica. Wave 4 showed a relation with precipitation anomalies in the south, southeast and central-west Brazil in the springer and summeI. In this study, complementary features of the quasi-stationary waves in the SH were discussed, with a detailed analysis of the amplitude and zonal, meridional and vertical structures of the waves, for each month. The effect of waves 3 and 4 in the summer circulation over South America were emphasized, as well as the interaction between the anomalous waves and climate anomalies.
%P 217
%@language pt
%9 Tese (Doutorado em Meteorologia)
%3 publicacao.pdf


Close