Fechar
Metadados

%0 Thesis
%4 sid.inpe.br/mtc-m18@80/2009/02.27.21.18
%2 sid.inpe.br/mtc-m18@80/2009/02.27.21.18.48
%A Cruz Segundo, Eliude Introvini da,
%T Estudo de energia eólica para a Ilha de Marajó - PA
%D 2009
%E Chan, Chou Sin (presidente),
%E Pereira, Enio Bueno (orientador),
%E Sansigolo, Clóvis Angeli,
%E Nobre, Carlos Afonso,
%E Guedes, Vanessa Gonçalves,
%8 2009-03-02
%J Study of wind power for the Marajó island
%I Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%C São José dos Campos
%K energia eólica, mapeamento eólica, modelo ETA, previsão de vento, wind power, wind mapping, ETA model, wind forecast.
%X A Ilha da Marajó, no estado do Pará, região norte do Brasil, apresenta um baixo nível de desenvolvimento econômico comparativamente com outras regiões do país. Entre outros fatores que limitam esse desenvolvimento está a baixa disponibilidade de energia que, hoje, provem exclusivamente de termoelétricas em sistemas isolados. Este trabalho teve como objetivo fazer um levantamento preliminar sobre a viabilidade da geração de energia eólica na região. Os resultados indicaram que os melhores ventos ocorrem nos meses de setembro a novembro ao longo da região costeira, na parte norte-nordeste da ilha. Para essa região verificou-se um potencial eólico médio de 151 W/m² e um fator de forma de 1,7. Com base nos dados de vento obtidos pelo modelo Eta e empregando-se o pacote comercial WAsP de análise de sistemas eólicos, foi desenvolvido um cenário de emprego da energia eólica em esquema de co-geração com as termoelétricas hoje empregadas na região. Os resultados indicam que, apesar do potencial relativamente modesto apresentado, e utilizando-se um aerogerador de comercial de fabricação nacional de 800 kW, pode-se chegar a uma potencial produção de 1.361 MWh/ano com Fator de Capacidade de 0,195. Mesmo com esses resultados relativamente modestos, o retorno do investimento por gerador, em esquema de co-geração, foi calculado em 3 anos. Além disso, esse esquema evitaria uma emissão de 981 t/ano de CO_2, 4,6 t/ano de SO_2 e 1,9 t/ano de NO_x pela economia de aproximadamente 4.083 m³/ano de óleo Diesel deslocados pela inclusão da geração de energia eólica. ABSTRACT: The Island of the Marajo, in the state of Para, region north of Brazil, presents a low level of economic development when compared with other regions of the country. Among others factors that limit this development are the poor supply of energy that, today, comes exclusively from isolated thermo-electricity plants. This work aims at to providing a preliminary survey on the viability of wind-energy generation in the region. The results indicate that the best winds occur between September and November throughout the coastal region, in the north-northeast part of the island. For this region an average wind power density of 151 W/m² was observed, with a shape parameter of 1.7. On the basis of the wind data generated by the mesoscale model Eta, and using the commercial package WAsP for wind energy analysis, we developed some scenarios for wind energy applications in the region. The results indicate that, in spite of fact that the island presented a relatively modest wind potential, it could be exploited in a co-generation scheme with the existing thermal-electricity plants operating in the area with a 3-year payback factor. For these scenarios, we employed an 800kW wind turbine of national manufacture. We arrived with a potential electricity yield of 1,361 MWh/year with a Capacity Factor of 0.195. Moreover, by displacing 4,083 m³/year of Diesel consumption for electricity generation, the addition of wind energy could prevent an emission of 981 ton/year of CO_2, 4.6 ton/year of SO_2, and 1.9 ton/year of NO_x.
%P 97
%@language pt
%9 Dissertação (Mestrado em Meteorologia)
%3 publicacao.pdf


Fechar