Fechar
Metadados

%0 Report
%4 sid.inpe.br/mtc-m21c/2019/09.11.12.41
%2 sid.inpe.br/mtc-m21c/2019/09.11.12.41.37
%A Florentino, Gilcele Florentino,
%A Matsushima, Jorge Tadao,
%@affiliation Faculdade de Tecnologia (FATEC)
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%@electronicmailaddress florentino.gilcele@fatec.sp.gov.br
%@electronicmailaddress jtmatsushima@yahoo.com.br
%T Reciclagem por pirolise de pre-impregnados (PREPREGS) de resina fenolica/fibra de carbono e incorporação de polipirrol para eletrodos em supercapacitores
%D 2019
%I Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
%C São José dos Campos
%K reciclagem por pirólise, prepreg de resina fenólica, fibra de carbono, polipirrol, interface C/FC, supercapacitores.
%X Esta proposta de trabalho consiste em reciclar descartes de prepregs de resina fenólica/fibra de carbono (PL-F/FC), cujo material é muito utilizado, especificamente, em componentes de estruturas aeronáuticas e aeroespaciais que requerem elevada resistência térmica e convertê-lo em um prepreg carbono/fibra de carbono (P-C/FC) a partir do processo de pirólise para aplicações como eletrodos em supercapacitores, cuja característica se define a partir de uma estrutura formada por redes aleatórias tridimensionais turbostraticas de fitas com características grafíticas, porosas e baixa massa específica. A FC por sua vez apresenta elevada área de superfície, elevada condutividade elétrica, boa resistência a corrosão e estabilidade, e o controle dos poros pode ser mantido mesmo após pirolise, seguindo condições estabelecidas durante a carbonização da resina. A metodologia consistiu, primeiramente, no processo de pirólise para a carbonização da resina fenólica e a formação de uma interface C/FC (porosa e condutora elétrica). Para aumento a efetividade do processo de armazenamento de energia, foi depositado polipirrol (PPi) a partir da polimerização química. O polipirrol é conhecido por aumentar a capacitância específica com a ocorrência de processos pseoducapacitivos devido a funcionalidade química e a dimensão molecular. A amostras P-C/FC e P-PPi/C/FC foram analisadas quanto a sua morfologia por microscopia eletrônica de varredura (MEV) e sua estrutura por espectroscopia de espalhamento Raman e de difração de raios X. Os processos eletroquímicos que determinam a capacitância atrelada aos supercapacitores foram caracterizados por medidas de voltametria cíclica e cronopotenciometria. Os resultados de análise morfológica, estrutural e eletroquímica obtidos mostraram a formação de uma interface C/FC porosa, condutora, com estrutura grafítica turbostrática que determinou o aumento da área superficial. A incorporação de PPi sobre a interface P-C/FC foi fundamental para o aumento da capacitância específica, sendo limitada pela quantidade de PPi depositada. Valores de capacitância específica e densidades de energia e de potência obtidos ficaram bem próximos a aqueles de supercapacitores convencionais.
%P 39
%O Bolsa PIBIC/INPE/CNPq
%@language pt
%9 RPQ
%3 GILCELE CABRAL.pdf


Fechar